Quero ser cliente
Central de Vendas 0800 707 4774 ou 54 3544 1800
Postado em 23 de Abril de 2019 às 10h01

Genéricos proporcionam economia de R$ 130 bilhões

A economia que os genéricos trazem à população é indiscutível. Eles atuam como regulador de preços, favorecendo o consumidor

Desde que chegaram ao mercado, em 1999, os genéricos já proporcionaram, aos brasileiros, uma economia de mais de R$ 106 bilhões em gastos com medicamentos, segundo dados da Associação Brasileira das Indústrias de Medicamentos Genéricos (Pró Genéricos).

?Esse valor considera apenas o impacto do custo 35% menor previsto em lei para os genéricos frente aos medicamentos de referência. A economia proporcionada, entretanto, é substancialmente maior, uma vez que, em média, os genéricos custam 60% menos que os medicamentos de referência?, destaca a presidente da entidade, Telma Salles, reforçando que esse valor também não captura a redução de preços que os fabricantes de medicamentos de referência têm de fazer para manter a competitividade desses produtos. ?Os
genéricos atuam como regulador de preços, favorecendo o consumidor?, constata.

Para a indústria, os esforços para conquistar e crescer no mercado de genéricos, sem perder o faturamento, são grandes, tendo em vista que este é um setor bastante competitivo.

?As empresas trabalham, continuamente, para melhorar a eficiência, investindo em inovação. Algumas apostam também na entrada no segmento de biossimilares. Tudo isso amplia a capacidade de competição e o resultado das indústrias?, analisa Telma.

Fonte: Guia da Farmácia
Link: https://guiadafarmacia.com.br/genericos-proporcionam-economia-de-r-106-bilhoes/

Veja também

Hábitos saudáveis ajudam a prevenir a hipertensão03/05/19 No Dia Nacional de Combate à Hipertensão, 26 de abril, o Ministério da Saúde chama a atenção da população para a importância de hábitos saudáveis como forma de prevenção e controle da pressão alta, como a doença é popularmente conhecida. O consumo excessivo de sal, o tabagismo e, somado a isso, o consumo de álcool e o sedentarismo são fatores de risco associados à hipertensão, que atinge um a cada quatro brasileiros......
Qual o porte da sua farmácia? Anvisa esclarece o porte de empresas17/04/19 Faturamento bruto pode variar Muito se fala sobre o porte de empresas, que costuma ser usado pelo senso comum, de uma maneira bastante genérica, como sinônimo de tamanho. Para efeitos legais, a Agência Nacional de Vigilância......
IBGE inicia pesquisa sobre a saúde no Brasil29/08/19 A pesquisa do IBGE sobre a saúde no Brasil contará com entrevistas a 108,5 mil domicílios em 2.167 municípios brasileiros O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) começou a coleta de dados da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) 2019. Ao todo,......

Voltar para Notícias