Quero ser cliente
Central de Vendas 0800 707 4774 ou 54 3544 1800
Postado em 13 de Março de 2019 às 19h23

Genéricos são os mais buscados por brasileiros

Do total de consumidores, 37% compraram medicamentos genéricos, 32% de marcas e 31% uma mescla dos dois tipos, segundo uma pesquisa feita pela Federação Brasileira das Redes Associativistas e Independentes de Farmácias (Febrabar).



De acordo com o presidente da Febrafar, Edison Tamascia, os genéricos venceram a desconfiança inicial que enfrentaram no mercado e, atualmente, fazem parte das escolhas dos clientes, possuindo grande potencial competitivo por causa da economia que proporciona.



Ainda segundo o estudo, 45% dos consumidores acabaram comprando produtos diferentes do objetivo inicial e quase totalidade desses clientes buscavam economia. Somente 24% compraram exatamente o que foram comprar, 31% modificaram parte da compra e 45% trocaram os medicamentos por vontade própria ou por indicação dos farmacêuticos.

Fonte: https://guiadafarmacia.com.br/genericos-sao-mais-buscados-pelos-brasileiros/

Veja também

O descarte correto de medicamentos21/10/19 O descarte correto de medicamentos auxilia na preservação ambiental, evitando a poluição do solo e dos rios Sabe aquela cartela de comprimidos que está esquecida ?possivelmente até vencida? dentro de uma gaveta na sua casa? Como se desfazer dela? Se a primeira coisa que vem à cabeça é jogar no ?lixo?, cuidado. Jogar remédios em lixeiras comuns ou em pias e privadas não é certo. O correto é encontrar um local......
Mitos e verdades sobre a vacinação em gestantes11/04/19 Como proteger o bebê quando ele ainda está na barriga? Vacinando as mães! As vacinas são importantes durante a gravidez, momento de descobertas e dúvidas para a mulher. Além de zelar pela própria saúde, a gestante transfere para o bebê os anticorpos obtidos......
Medicamento falso para autismo é retirado do mercado30/04/19 Produto químico corrosivo vem sendo oferecido como tratamento para diversas doenças. Na sexta-feira (26/4), a Anvisa fiscalizou e retirou anúncios da internet do produto dióxido de cloro, também comercializado com a sigla MMS. O motivo é a alegação de......

Voltar para Notícias