Quero ser cliente
Central de Vendas 0800 707 4774 ou 54 3544 1800
Postado em 19 de Agosto de 2019 às 08h21

IQVIA aponta os dez medicamentos de prescrição mais vendidos no mundo

Glifage, Torsilax e Sinvastantina são alguns dos dez medicamentos de prescrição mais vendidos do mundo, segundo levantamento da IQVIA

Um levantamento da IQVIA mostra os dez medicamentos de prescrição mais vendidos no mundo. O ranking inclui, em sua maioria, medicamentos para tratamentos de diabetes, hipertensão e disfunção erétil.

1. Xarelto
Seu principio ativo é o rivaroxabana e ele é indicado para o tratamento e prevenção de trombose e embolia pulmonar recorrentes, em adultos. Ele é vendido em comprimidos de 10 mg, 15 mg e 20 mg e está no primeiro lugar no levantamento sobre os dez medicamentos de prescrição mais vendidos no mundo.

VEJA MAIS
Medicamentos
Senado volta a discutir fracionamento de remédios
Mercado
Vendas em farmácias crescem 9,7%, diz Abrafarma
HPC
Setores de higiene, beleza e farmacêutico impulsionam a compra de espaço publicitário no Brasil
2. Aradois
O segundo medicamento da é o Aradois. Ele é indicado para tratar hipertensão, insuficiência cardíaca e também o diabetes tipo 2 e a Proteinúria.

3. Citrato de Sildenafila
A substância ativada, Citrato de Sildenafila é indicada para o tratamento da disfunção erétil e é o terceiro medicamento na lista dos dez medicamentos sob prescrição mais vendidos no mundo.

4. Torsilax
O Torsilax apresenta uma composição anti-inflamatória e analgésica e é um medicamento indicado para o tratamento de reumatismo. Além disso, o medicamento também é indicado como coadjuvante em processos inflamatórios graves decorrentes de quadros infecciosos.

5. Diovan
O quinto medicamento da lista é usado para tratar a pressão arterial elevada, através de um antagonista do receptor da angiotensina II e um diurético presentes na fórmula.

6. Tadalafila
Este medicamento é uma substância ativa indicada para o tratamento dos sinais e sintomas da hiperplasia prostática benigna (HPB) em homens adultos incluindo aqueles com disfunção erétil.

7. Glifage
O Glifage é um medicamento antidiabético de uso oral, que associado a uma dieta apropriada, é utilizado para o tratamento do diabetes tipo dois em adultos, isoladamente ou em combinação com outros antiadiabéticos orais, como por exemplo aqueles da classe das sulfonilureias.

Pode ser utilizado também para o tratamento do diabetes tipo um em complementação à insulinoterapia.
Além disso, ele também é indicado para a prevenção de diabetes mellitus tipo dois em pacientes com sobrepeso e para pessoas com Síndrome dos Ovários Policísticos.

8. Saxenda
O oitavo medicamento da lista é indicado em associação a uma dieta hipocalórica e aumento do exercício físico para controle crônico de peso em adultos com Índice de Massa Corporal (IMC) acima de 27.

9. Galvus
Sua substância ativa é a Vildagliptina e seu uso é recomendado para tratar pacientes com diabetes mellitus tipo 2, cuja condição não pode ser controlada pela dieta e exercício sozinhos. Dessa forma, ele ajuda a controlar os níveis sanguíneos de açúcar. Assim, tais medicamentos são conhecidos como antidiabéticos orais.

10. Sinvastatina
O último medicamento na lista dos dez medicamentos de prescrição mais comercializados no mundo é o Sinastatina. Ele é utilizado por pacientes sob alto risco de doença coronariana ou com doença coronariana (DAC), além de pacientes com alto risco de doença coronariana (com ou sem hiperlipidemia), pacientes com diabetes, histórico de acidente vascular cerebral (AVC) ou de outra doença vascular cerebral, de doença vascular periférica.

Fonte: Guia da Farmácia

Veja também

Medicina Diagnóstica: mercado e tendências22/03/19 Na semana passada fomos convidados a participar do 1?Bootcamp Abramed de Jornalismo em Saúde. A iniciativa teve como objetivo aproximar os veículos de comunicação dos principais executivos das marcas associadas. Na manhã de palestras, foram abordados temas de mercado, mitos e verdades sobre o setor, e a importância da Medicina Diagnóstica. Lídia Abdalla, presidente executiva do Laboratório Sabin, contextualizou a......
Comprovação de porte de empresa só de forma eletrônica04/10/19 Medida vale a partir de 1º de novembro de 2019. Empresas que já atualizaram o porte no exercício de 2019 não precisam reencaminhar a documentação pelo Sistema Solicita. A Anvisa informa que, a partir do próximo dia 1º de novembro, a comprovação de porte......
UFG desenvolve medicamento que reverte overdose de cocaína10/05/19 Lançamento no mercado depende de parceria com a indústria farmacêutica A Universidade Federal de Goiás (UFG) anunciou o desenvolvimento de uma nanopartícula capaz de capturar a cocaína em circulação na corrente sanguínea e, assim, evitar os efeitos da......

Voltar para Notícias