Quero ser cliente
Central de Vendas 0800 707 4774 ou 54 3544 1800
Postado em 11 de Abril de 2019 às 08h03

Mitos e verdades sobre a vacinação em gestantes

Como proteger o bebê quando ele ainda está na barriga? Vacinando as mães! As vacinas são importantes durante a gravidez, momento de descobertas e dúvidas para a mulher. Além de zelar pela própria saúde, a gestante transfere para o bebê os anticorpos obtidos com a vacinação ? primeiro por meio da placenta e, depois, pelo leite materno. Essa proteção é fundamental nos primeiros meses de vida da criança, já que o sistema imunológico ainda está se desenvolvendo e fortalecendo.

O Ministério da Saúde oferta gratuitamente, por meio do Programa Nacional de Imunizações, quatro vacinas para gestantes: dTpa (difteria, tétano e coqueluche); dT (difteria e tétano); hepatite B. Além disso, tem a contra gripe (influenza), que é ofertada durante campanhas anuais.

Mas ainda há muitos mitos sobre a vacinação durante a gravidez que precisam ser esclarecidos. Pensando nisso, o Blog da Saúde conversou com a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), Carla Domingues para sanar algumas dessas dúvidas.
É prejudicial aplicar mais de uma vacina ao mesmo tempo na gestante?
Não! Vários estudos têm demonstrado a possibilidade de as grávidas tomarem mais de uma vacina ao mesmo tempo. Quando a gestante for vacinar contra a gripe, por exemplo, pode aproveitar a oportunidade e atualizar a caderneta de vacinação. Mas, em todas as situações, deve se seguir o que for orientado pelo profissional de saúde e também quais vacinas estão indicadas no Programa Nacional de Imunizações (PNI) para gestantes.

Mercúrio em vacinas causa problema nas grávidas?
Não! O timerosal é um conservante à base de mercúrio que tem sido utilizado durante décadas em frascos multidose (frascos que contêm mais do que uma dose) de algumas vacinas para evitar a contaminação por bactérias e fungos. Os estudos sobre esse assunto indicam que as vacinas contendo timerosal não são prejudiciais e mostram que as baixas doses de tiomersal não causam danos. A substância pode estar associada com reações locais, como vermelhidão e inchaço no local da injeção. A OMS considera um produto seguro para uso em vacinas.

Existe alguma vacina que gestantes não podem tomar?
Sim! Na rotina de vacinação a gestante não deve ser vacinada com vacinas vivas e atenuadas, que contém agentes infecciosos vivos, mas extremamente enfraquecidos, como a BCG, tríplice viral e varicela. Se uma mulher não sabe que está grávida e for vacinada com esse tipo de vacina, ela deve ser acompanhada pelo serviço de saúde capaz de acompanhar qualquer reação e/ou problema de saúde em decorrência da vacina.

Atenção para a vacina da febre amarela! Apesar de evidências científicas demonstrarem que vacinas como febre amarela e tríplice viral não causam danos fetal, por precaução, não se recomenda a vacinação durante a gestação. Mas, em situação de surto da doença, as gestantes, independentemente da idade gestacional, não vacinadas ou sem comprovante de vacinação deve considerar o risco de adquirir a doença e, por causa disso, vacinar. É o serviço de saúde quem deve avaliar, caso a caso, o risco/benefício da vacinação.

A vacina da gripe causa gripe na gestante?
Não! Nem na gestante e nem em ninguém. A vacina da gripe usa vírus inativado (morto) em sua composição, portanto, NÃO é possível que provoque a doença causada pelos 3 tipos de vírus contidos na vacina.

A combinação antibiótico e vacina é perigosa para quem está grávida?
Não! A vacina em gestantes pode ser administrada com segurança mesmo que a pessoa esteja usando antibiótico.

A gestante pode tomar vacinas se estiver doente?
É preciso que a gestante faça uma avaliação em um serviço de saúde para saber se o caso específico requer adiamento ou contraindicação da vacina. O profissional de saúde quem deve orientar a gestante nesses casos!

Luíza Tiné, para o Blog da Saúde
Fonte: Blog da Saúde ANVISA
Link: http://www.blog.saude.gov.br/index.php/servicos/53841-mitos-e-verdades-sobre-a-vacinacao-em-gestantes

Veja também

Anvisa revê normas de boas práticas de fabricação17/05/19 Novas regras sobre o tema entrarão em consulta pública nos próximos dias. Além de equiparar as normas brasileiras a padrões internacionais, medida deve favorecer o comércio de medicamentos nacionais no mercado mundial. A Anvisa colocará em consulta pública a revisão das normas de boas práticas de fabricação (BPF) de medicamentos no Brasil, atualmente estabelecidas pela Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 17,......
Anvisa recebe 16 pedidos ao dia para importar Canabidiol22/07/19 Demanda de pedidos para importar Canabidiol em 2019 está prestes a ultrapassar a de todo o ano passado. Em 2018, foram ao todo 3.613 demandas A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu em média 16 pedidos diários de pacientes para importar......
Prescrição médica digital e farmácias: esta relação pode dar certo?13/06/19 A realidade, o dia a dia, o perfil das farmácias e drogarias no Brasil e também de seus clientes vêm mudando muito nos últimos anos. Com uma base atualizada em tempo real com referências de milhares de medicamentos, uma ferramenta tecnológica traz mais......

Voltar para Notícias