Quero ser cliente
Central de Vendas 0800 707 4774 ou 54 3544 1800
Postado em 24 de Setembro de 2019 às 08h13

O prazo de validade dos medicamentos

Farmácias e drogarias só podem vender medicamentos que estão próximos do prazo de validade se o consumidor puder concluir o tratamento antes da data de vencimento

É comum, especialmente em supermercados, que o consumidor se depare com promoções para venda de produtos bem abaixo do preço regular em função do prazo de vencimento estar se aproximando. Dessa forma, isso não é proibido, desde que a informação quanto ao prazo esteja clara e ostensivamente colocada à vista do interessado na compra.

O Código de Defesa do Consumidor (CDC) regula expressamente essa questão. Com efeito, dispõe o art. 31 do CDC, verbis: ?Art. 31. A oferta e apresentação de produtos ou serviços devem assegurar informações corretas, claras, precisas, ostensivas e em língua portuguesa sobre suas características, qualidades, quantidade, composição, preço, garantia, prazos de validade e origem, entre outros dados, bem como sobre os riscos que apresentam à saúde e segurança dos consumidores.?

Já no caso de medicamentos, vale a mesma regulação do CDC com um acréscimo de força normativa em regra fixada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Dessa forma, a farmácia somente pode vender medicamentos que estão próximos do vencimento do prazo de validade se o consumidor puder concluir o tratamento antes dessa data.

Contudo, ela não pode vender o medicamento se o prazo de validade estiver próximo do vencimento e o consumidor não conseguir concluir o tratamento que lhe foi indicado.

Regulamentação da venda de medicamentos próximos do prazo de validade
Além da estipulação do CDC, há, uma norma específica da Anvisa. É a do § 2º do artigo 51 da Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) Nº 44, de 17 de agosto de 2009, firmada nesses termos:

?Art. 51. A política da empresa em relação aos produtos com o prazo de validade próximo ao vencimento deve estar clara a todos os funcionários, bem como descrita no Procedimento Operacional Padrão (POP) e prevista no manual de Boas Práticas Farmacêuticas (BPF) do estabelecimento.

§1º O usuário deve ser alertado quando for dispensado produto com prazo de validade próximo ao seu vencimento.

§2º É vedado dispensar medicamentos cuja posologia para o tratamento não possa ser concluída no prazo de validade.?

Desse modo, segue o o alerta: o usuário deve observar o prazo de validade na relação com a necessidade e a possibilidade do consumo. No caso da farmácia, ela está proibida de vender produtos cuja posologia para o tratamento não possa ser concluída dentro do prazo de validade.

Fonte: Migalhas

Veja também

No Sindusfarma, Anvisa atualiza empresas sobre piloto da rastreabilidade18/03/19 A convite do Sindusfarma, o assessor da GGMON/Anvisa Cristiano Gregis prestou informações sobre o projeto piloto do sistema de rastreabilidade de medicamentos, baseado em tecnologias de captura, armazenamento e transmissão eletrônica de dados em toda a cadeia farmacêutica, que faz parte do Sistema Nacional de Controle de Medicamentos (SNCM). O encontro se realizou na terça-feira (12). ?No momento, estão sendo......
Comissão de Defesa do Consumidor debate eficiência dos genéricos21/05/19 Discussão acontece na semana em que esses medicamentos completam 20 anos no País Hoje (20), os genéricos completam 20 anos no mercado, com muitos números a celebrar. Segundo dados do IQVIA, a categoria representa pouco mais de um terço de todo o mercado de......
Medicina Diagnóstica: mercado e tendências22/03/19 Na semana passada fomos convidados a participar do 1?Bootcamp Abramed de Jornalismo em Saúde. A iniciativa teve como objetivo aproximar os veículos de comunicação dos principais executivos das marcas associadas. Na manhã de palestras, foram abordados temas de......

Voltar para Notícias