Quero ser cliente
Central de Vendas 0800 707 4774 ou 54 3544 1800
Postado em 16 de Maio de 2019 às 11h02

OMS: número de pessoas com demência deve triplicar em 30 anos

Adotar um estilo de vida saudável ajuda a reduzir o risco da doença

Novas orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) publicadas nesta terça-feira (14) revelam que as pessoas podem reduzir o risco de desenvolver demência ao praticar exercícios regularmente, não consumir tabaco, evitar o uso nocivo de álcool, controlar seu peso, ter uma dieta saudável e manter níveis saudáveis de pressão arterial, colesterol e açúcar no sangue.

?Nos próximos 30 anos, o número de pessoas com demência deverá triplicar?, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus. ?Precisamos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para reduzir o risco de demência. As evidências científicas reunidas para estas orientações confirmam o que suspeitamos há algum tempo: o que é bom para nosso coração também é bom para nosso cérebro?.

As orientações fornecem uma base de conhecimento para profissionais de saúde aconselharem pacientes sobre o que eles podem fazer para ajudar a prevenir o declínio cognitivo e a demência. Elas também serão úteis para governos, formuladores de políticas e autoridades de planejamento para orientá-los no desenvolvimento de políticas e no planejamento de programas que incentivem estilos de vida saudáveis.

A redução dos fatores de risco para demência é uma das várias áreas de ação incluídas no plano de ação global da OMS para a resposta de saúde pública a essa condição. Outras áreas incluem: fortalecer os sistemas de informação para a demência; diagnóstico, tratamento e cuidados; apoiar os cuidadores de pessoas com demência; e pesquisa e inovação.

O Observatório Global de Demência da OMS, lançado em dezembro de 2017, é um compilado de informações sobre as atividades e recursos de países para a demência, como planos nacionais, iniciativas amigáveis às pessoas com demência, campanhas de conscientização e locais de atendimento. Dados de 21 países, incluindo Bangladesh, Chile, França, Japão, Jordânia e Togo já foram incluídos; ao todo, 80 países estão envolvidos no fornecimento de dados.

A criação de políticas e planos nacionais para a demência está entre as principais recomendações da OMS aos países em seus esforços para administrar esse desafio crescente de saúde. Durante 2018, o organismo internacional apoiou países como Bósnia e Herzegovina, Croácia, Catar, Eslovénia e Sri Lanka no desenvolvimento de uma resposta integral e multissetorial de saúde pública à demência.

Um elemento essencial de todo plano nacional para demência é o apoio aos cuidadores de pessoas com essa condição, conforme afirmou a diretora do Departamento de Saúde Mental e Abuso de Substâncias da OMS, Dévora Kestel. ?Os cuidadores de pessoas com demência são muitas vezes membros da família que precisam fazer ajustes consideráveis em sua vida familiar e profissional para cuidar de seus entes queridos. É por isso que a OMS criou o iSupport, um programa de treinamento on-line que oferece a essas pessoas conselhos sobre o gerenciamento dos cuidados, como lidar com mudanças de comportamento e como cuidar de sua própria saúde?.

Fonte: Guia da Farmácia
Link: https://guiadafarmacia.com.br/oms-numero-de-pessoas-com-demencia-deve-triplicar-em-30-anos/

Veja também

Atualizada a composição da vacina contra a gripe para a campanha deste ano09/04/19 A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe terá neste ano uma atualização nos tipos de vírus que compõem as doses. Duas das três cepas do vírus Influenza que fazem parte da vacina foram alteradas para esta temporada, com base nos estudos dos tipos mais frequentes que circulam no continente. Por isso é importante que os grupos prioritários façam a vacina todos os anos. Nesta semana, a partir de quarta-feira (10)......
Automedicação, um costume perigoso22/05/19 Um analgésico para a dor de cabeça, anti-inflamatório e relaxante muscular depois daquela atividade física mais intensa, descongestionante nasal e expectorante contra o resfriado... Para se verem livres desses sintomas, 85% dos brasilienses, a partir dos 16......
Hiperidrose: oriente sobre tratamentos para produção excessiva de suor18/06/19 Apesar de benigna, doença pode causar uma série de constrangimentos sociais Quando esforços físicos são realizados ou em condições de estresse e calor excessivo, o suor é normal, já que é uma resposta do organismo na tentativa de manter a temperatura do......

Voltar para Notícias