Quero ser cliente
Central de Vendas 0800 707 4774 ou 54 3544 1800
Postado em 11 de Abril de 2019 às 08h11

Rio Grande do Sul não teve morte por Influenza em 2019

A Secretaria Estadual da Saúde (SES) esclarece que não houve, no Rio Grande do Sul, nenhuma morte em virtude da gripe (Influenza) no ano. Segundo o Centro Estadual da Vigilância em Saúde (Cevs), foram confirmados até agora cinco casos da doença, nenhum deles com evolução para óbito.

Nesta quarta-feira, o Ministério da Saúde divulgou a informação de que haveria uma morte registrada no RS. No entanto, o ministério trabalha com uma classificação por município de residência. O caso de óbito referido se trata de um morador de Santa Rosa que foi hospitalizado na cidade de Riberão Preto, interior de São Paulo, e morreu naquele município.

O Rio Grande do Sul, assim como todos os estados, mantém um rigoroso controle sobre os casos de gripe em seus territórios. Todas as enfermidades são registradas nos municípios que notificam a vigilância estadual, e esta, por sua vez, abastece o banco de dados do Ministério da Saúde. Até esta quarta-feira (10), nenhum município gaúcho teve registro de óbito por Influenza.

Fonte: SECRETARIA DA SAÚDE RS
Link: https://saude.rs.gov.br/rio-grande-do-sul-nao-teve-morte-por-influenza-em-2019

Veja também

Secretaria da Fazenda de São Paulo realiza Operação Enxaqueca para apurar fraudes no ICMS de medicamentos14/08/19 Secretaria da Fazenda e Planejamento do estado de São Paulo iniciou ontem (08/08) a primeira fase da Operação Enxaqueca. Ao todo, serão alvos de diligências 133 contribuintes ativos que comercializam medicamentos e receberam essas mercadorias de outros estados. A estimativa é que nos últimos anos essas empresas tenham causado prejuízo de R$ 79 milhões aos cofres públicos. Esse prejuízo ocorreu por meio de fraudes,......
Um remédio à espera de virar lei05/04/19 Desde 2015, quando passou a permitir a importação de produtos à base de cannabis — em especial, o canabidiol, um dos compostos da planta, popular por seus efeitos terapêuticos —, a Anvisa observa uma escalada de tais pedidos. Se naquele primeiro ano foram 75......
10 razões para não misturar bebidas alcoólicas com medicamentos10/05/19 CRF-SP faz alerta sobre os riscos que essa perigosa combinação pode acarretar Durante um tratamento de saúde, são muitos os que ficam com dúvidas que envolvem o uso de um determinado medicamento junto com bebidas alcoólicas. Neste cenário, o Conselho......

Voltar para Notícias