Quero ser cliente
Central de Vendas 0800 707 4774 ou 54 3544 1800
Postado em 24 de Setembro de 2019 às 08h13

O prazo de validade dos medicamentos

Farmácias e drogarias só podem vender medicamentos que estão próximos do prazo de validade se o consumidor puder concluir o tratamento antes da data de vencimento

É comum, especialmente em supermercados, que o consumidor se depare com promoções para venda de produtos bem abaixo do preço regular em função do prazo de vencimento estar se aproximando. Dessa forma, isso não é proibido, desde que a informação quanto ao prazo esteja clara e ostensivamente colocada à vista do interessado na compra.

O Código de Defesa do Consumidor (CDC) regula expressamente essa questão. Com efeito, dispõe o art. 31 do CDC, verbis: ?Art. 31. A oferta e apresentação de produtos ou serviços devem assegurar informações corretas, claras, precisas, ostensivas e em língua portuguesa sobre suas características, qualidades, quantidade, composição, preço, garantia, prazos de validade e origem, entre outros dados, bem como sobre os riscos que apresentam à saúde e segurança dos consumidores.?

Já no caso de medicamentos, vale a mesma regulação do CDC com um acréscimo de força normativa em regra fixada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Dessa forma, a farmácia somente pode vender medicamentos que estão próximos do vencimento do prazo de validade se o consumidor puder concluir o tratamento antes dessa data.

Contudo, ela não pode vender o medicamento se o prazo de validade estiver próximo do vencimento e o consumidor não conseguir concluir o tratamento que lhe foi indicado.

Regulamentação da venda de medicamentos próximos do prazo de validade
Além da estipulação do CDC, há, uma norma específica da Anvisa. É a do § 2º do artigo 51 da Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) Nº 44, de 17 de agosto de 2009, firmada nesses termos:

?Art. 51. A política da empresa em relação aos produtos com o prazo de validade próximo ao vencimento deve estar clara a todos os funcionários, bem como descrita no Procedimento Operacional Padrão (POP) e prevista no manual de Boas Práticas Farmacêuticas (BPF) do estabelecimento.

§1º O usuário deve ser alertado quando for dispensado produto com prazo de validade próximo ao seu vencimento.

§2º É vedado dispensar medicamentos cuja posologia para o tratamento não possa ser concluída no prazo de validade.?

Desse modo, segue o o alerta: o usuário deve observar o prazo de validade na relação com a necessidade e a possibilidade do consumo. No caso da farmácia, ela está proibida de vender produtos cuja posologia para o tratamento não possa ser concluída dentro do prazo de validade.

Fonte: Migalhas

Veja também

Qualidade do ar na Grande São Paulo melhora nos últimos 10 anos23/07/19 A região metropolitana de São Paulo registrou melhora na qualidade do ar nos últimos 10anos, diz relatório divulgado hoje (18) Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb). São, ao todo, 39 municípios, sendo que a capital, sozinha, tem uma frota de cerca de 9 milhões de veículos. Desde 2008, não é ultrapassada a marca estabelecida pelo decreto estadual que regulamenta os padrões de qualidade do ar para o......
Pesquisa Datafolha: gastos com saúde preocupam brasileiros aos 70 anos15/05/19 ?Percepção dos Brasileiros sobre Temas de Saúde? foi o mote do estudo A dificuldade financeira para compra de medicamentos e tratamentos de saúde é citada como a principal preocupação da população ao atingir 70 anos, segundo indica a pesquisa ?Percepção......
Cresce em 264% o número de casos de dengue no país27/03/19 Os óbitos pela doença também aumentaram 67%, entre 30 de dezembro e 16 de março de 2019, em comparação ao mesmo período de 2018, sendo a maior concentração no estado de São Paulo O sistema de vigilância de estados e municípios e toda a população devem......

Voltar para Notícias